terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Ou então, abra meus olhos espirituais!

As pessoas mais próximas de mim sabem que, desde jovenzinha, uso óculos!
Mais ou menos aos quinze anos comecei a ter dificuldades em enxergar ao longe, e desde então minha miopia só tem aumentado.
Hoje, aos vinte e cinco anos, tenho miopia de 3.0 graus, a qual ainda não se estabilizou.
Meus olhos sempre têm pedido mais grau, lentes mais fortes. Embora não seja nada grave, quem tem miopia sabe como é triste olhar o horizonte sem óculos e ver a natureza toda embaçada.
Fui até São José do Rio Preto/SP atrás de uma cirurgia corretiva, fiz exames, etc. A cirurgia é cara e o plano de saúde não cobre o custo.
Antes de decidir pagar por ela, passei por um outro médico, o qual recomendou que eu não fizesse a cirurgia até o grau estabilizar. Do contrário, o problema poderia voltar depois.
Nessa situação eu estou, hoje. Mandei fazer óculos novos, e de vez em quando uso lentes de contato. Aguardo para ver se esta miopia vai estagnar.

Então, de uns meses para cá, comecei a pensar: Jesus curava os cegos; ele os tocava e, em seguida, eles enxergavam. O meu Deus é Poderoso! Por que não pedir, antes de qualquer decisão, a tão almejada cura ao Senhor?

Então comecei a pedir pela cura completa da minha miopia. Pedi, clamei, chorei, orei em línguas, e isso por aproximadamente uns dois meses.
A resposta que o Espírito Santo testificou em meu espírito, após a oração mais intensa que fiz a respeito, foi clara: "você ainda terá sede, e beberá da água que eu te der."
Não me conformava. Continuei pedindo, por mais um mês, tentando convencer o Senhor a me curar: "Senhor, se o Senhor me curar, todos ao meu redor verão o milagre, e crerão no teu Nome. Se isso acontecer, mandarei cartas aos meus oftalmologistas, dando testemunho do teu poder a todos."
Mas o Senhor claramente dizia: "não é assim que as coisas funcionam. Como eu terei mais glória? Se as pessoas vierem a mim por causa de bênçãos ou se elas se converterem a mim pela verdade da minha Palavra, e por quem EU SOU? Se vierem a mim pelos motivos errados, poderão não me encontrar."
Eu não entendia muito bem os caminhos do Senhor, mas ficou claro que não era da vontade dele que eu tivesse uma cura milagrosa dos meus olhos, ao menos agora.

Então comecei a mudar o tom das minhas orações, sem, no entanto, desistir completamente da minha tão sonhada cura: "Senhor, continuo te pedindo, humildemente, pela cura dos meus olhos... ou então, abra meus olhos espirituais para as coisas do teu Reino!"

Creio que foi o Espírito Santo que me direcionou neste pedido. Tenho certeza disso, pois os pedidos alternativos nada tinham a ver um com o outro: "Senhor, por favor, cure meus olhos da miopia ou abra meus olhos espirituais".
Orei nesse sentido por umas três semanas.
Então, o Senhor atendeu. O segundo pedido.

Só me dei conta quando aconteceu. A primeira vez foi numa quinta-feira, quando minha líder de célula, Eloisa, estava fazendo evangelismo na casa dos meus pais. Estávamos todos ouvindo a pregação, sentados no sofá e atentos à Palavra. Na sala, há uma televisão de tubo, a qual, um tempo atrás, eu e minha irmã usávamos para jogar video game. Na hora ela estava desligada. Então, num relance, olhei para essa televisão, e vi na tela um reflexo. Vi um homem de pé, vestido em uma túnica branca, no corredor que dá para a sala. Estava de pé, acompanhando a pregação da Palavra. 
Pensei: devo estar imaginando coisas. Olhei de novo, e nada vi. Depois, distraída, olhei mais uma vez e lá estava ele novamente, com uma túnica branca. Foi bem rápido. Olhei novamente, para ver se no reflexo da televisão havia algum objeto parecido com a forma de um homem, o qual pudesse ter enganado meus olhos. Não havia nada parecido, que pudesse ter me confundido.

Realmente, eu havia visto um homem vestido de branco, de pé, bem ereto, escutando a pregação. Será que era o Senhor Jesus ou um anjo enviado por ele? Não sei.
Só sei que, na hora, lembrei-me do versículo: "Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles." (Mateus 18:20)

A segunda vez foi no sábado, da mesma semana. Estava com meu marido em nosso apartamento. Ainda não tínhamos ar condicionado no nosso quarto, então fomos dormir na sala. Foi a semana mais quente do verão de 2014.
Meu marido estava com tanto calor que não quis ficar no sofá. Estendeu cobertores no chão e dormiu ali. Eu fiquei dormindo no sofá.
Então, de manhãzinha, acordei, e ao abrir meus olhos vi um homem saindo da sala, em direção aos quartos. Era um ser como um anjo. Ele atravessou a porta, que estava fechada, saindo da sala onde estávamos, e senti como se ele estivesse estado ali a noite inteira, olhando-nos; foi como se o "turno" dele tivesse acabado, pois naquele momento estava indo para longe.
Olhei para meu marido e ele estava enrolado no cobertor, dormindo profundamente. Então tive a certeza de que tive mais uma visão.
Não tive medo, pelo contrário, soube que era da parte do Senhor, e até voltei a dormir em seguida.
O anjo estava guardando nosso sono, foi isso o que aconteceu. 

Depois disso ainda tive uma terceira visão, dia 15 de fevereiro de 2014. Desta vez, foi a de um homem atravessando um corredor com muita pressa, antes de prestarmos culto e orarmos ao Senhor. E dessa vez parece que estava fugindo, antes de a adoração começar. Desta vez, não senti paz, não senti como se aquilo tivesse vindo do Senhor. Meu coração esteve em dúvida, pois ao invés de se dirigir ao local onde estaríamos louvando o Senhor, a sombra deste homem se apressou na direção contrária, rumo à porta de entrada e à rua. Estava com certa pressa em sair do local.
Então soube que o que havia visto daquela vez era um anjo maligno, um servo de satanás fugindo da adoração ao Senhor, mas também não senti medo.

Até o dia de hoje (18 de fevereiro), foram essas as três visões que tive.
De fato o Senhor abriu meus olhos espirituais.
Isso ainda é muito novo para mim, mas estou certa de que Deus usará esse dom que me concedeu para algum propósito.
A confirmação de que Ele me deu esse dom veio na mesma noite do dia 15 de fevereiro, pouco antes de eu adormecer.
Ouvi clara a voz do Senhor em minha mente, dizendo: "levanta, pois tenho algo para te mostrar."
Achando ser coisa da minha cabeça, ignorei e continuei tentando dormir, e a voz repetiu: "levanta, pois quero te mostrar algo, filha, antes que durma."
Como naquela tarde havia visto a sombra de um demônio, estava um pouco impressionada, então respondi (em pensamento): "só vou me levantar se tiver certeza de que é o Senhor falando comigo."
Então a voz disse: "sou eu, o Senhor Jesus, Filho do Deus Vivo".
Então, no mesmo instante, me veio à mente o seguinte versículo: "ninguém pode dizer: "Jesus é Senhor", a não ser pelo Espírito Santo." (1 Coríntios 12:3)

Tudo que o Senhor diz ou faz deve estar em consonância com a Bíblia, que é a Palavra Fiel dele. Então, convencida de que era o Senhor, perguntei: "para onde devo ir?" O Senhor disse: "para o outro quarto". Fui então ao quarto e escritório, sentei-me na cadeira e fiquei esperando algo acontecer, ou a voz do Espírito Santo voltar a falar. Então ele disse: "filha, tenho algo a te mostrar".
Pensei: deve ser através de uma Bíblia. Procurei ao redor e não havia nenhuma ali, apenas um caderno da minha Igreja, que uso para anotação dos cultos de domingo.
Então o Senhor disse: "é nesse caderno mesmo, pegue-o."
Obedecendo, mas sem entender muito, peguei o caderno. O Espírito Santo continuou: "abra na sétima folha de anotações e leia."
E eis o que estava escrito:




Isto foi a confirmação da vontade do Senhor para mim: Ele quis abrir meus olhos espirituais, ao invés de curar meus olhos fisicamente.
Meu entendimento sobre isso também mudou, de modo que considero a escolha do Senhor a mais sábia, pois trata-se de um dom que me edificará e também poderá edificar os outros, trazendo fé e esperança aos corações das pessoas.
Agora, nem me importo mais com a miopia.
Se daqui a um tempo farei a cirurgia, ou não, pouco importa. Tenho tempo para pensar sobre isso.
Sinceramente, não estou mais a pensar na questão.
Só quero saber do Reino do Senhor, quero que o Espírito Santo continue desenvolvendo este dom em mim, o dom de ver o invisível, de testemunhar esses milagres diários.
Quero também que me faça entender o propósito deste dom, como deverei usá-lo, e que me conceda mais dons no Espírito Santo, para levar as almas a Ele, e servi-lo.
Meu coração está cheio de alegria, por causa de ti, Jesus. 
Como é bom viver com este Deus! Aleluia!




6 comentários:

  1. Mensagem e testemunho abençoadores.

    Shalom, Lúcia.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo miga!!!!! Tens mesmo o dom de discernimento de espíritos :D E ainda levarás sim, muitas vidas a Jesus através desse dom :D

    ResponderExcluir
  3. Esta do lado do senhor e muito bom. Fiquei muito feliz com depoimento

    ResponderExcluir
  4. Esta ao lado do senhor e muito bom. Fiquei muito feliz com depoimento

    ResponderExcluir